Solitário Inconsciente Coletivo

Thursday, March 29, 2007

A primeira de menino: Barbosa

A primeira vista Barbosa era um cara como outro qualquer, os amigos costumavam dizer que ele tinha um “jeitão leite de rosa” de tão comum. Até que um dia conheceu Amelinha, e com ela um outro Barbosa, até então ignorado por todos incluindo ele próprio.

Era a primeira noite do arraial do círio de nossa senhora de Nazaré, a missa tinha acabado, a frente da Basílica estava coberta de pessoas e de cheiro de maçã do amor, um discreto convite ao pecado, Amelinha não conseguiu resistir à tentação, tirou o gosto amargo da hóstia, com açúcar caramelado e vermelho. Barbosa tinha ido ver o novo brinquedo do arraial, alguma novidade dessas de ferro que viram as pessoas de cabeça pra baixo, pra cima, para um lado e para o outro. Até que, com a benção da padroeira dos paraenses, uma forte chuva fez com que Amelinha escolhesse para se abrigar a mesma barraca que Barbosa.

O olhar foi instantâneo, um sorriso e ela com a boca ainda avermelhada resolveu morder a maçã desviando olhar para quebrar o clima, ele hipnotizado com a mordida, sorriu. Um comentário sobre aquela chuva tão fora do horário habitual foi o primeiro passo, daí por diante a conversa foi fluindo naturalmente, em baixo do toldo, falaram de tudo, livros, cinema, música, os caminhos percorridos eram semelhantes, o que fazia da convivência algo fácil. Ela o acompanhou no brinquedo, e ele a acompanhou até em casa, 7 horas depois.

E na frente do portão de ferro, as duas da madrugada que tudo realmente começou o beijo, a química e a certeza. Ele puxou a fita do círio do bolso e pediu que ela amarrasse no seu braço e em voz alta, olhando nos olhos dela, pediu três vezes, quero ficar com essa mulher. Ela entrou em casa correndo pegou uma faca e cortou a pulseira do pulso dele, pronto, a Nazica já realizou o teu pedido.

P.Siu1: Assoberbada

P.Siu2: Agora o meu adeus, smuak, hãããããããã...Comemoração só o filé, quer dizer só o queijo, somos vegetarianos!

P.Siu3: Tem que botar os créditos e a foto pra bunita...Marília Campos

P.Siu3: Trilha do post? Amy Winehouse – You know I’m no good (A primeira música da minha trilha Sonora)

7 Comments:

At 7:04 AM, Blogger Blue Boy and the Gray World said...

Ela está romântica =D Eu não tiro You Finally made me happy do media player por enquanto, mas depois eu vorto pra amy =D

 
At 7:46 AM, Blogger Sidclay Dias said...

Adorei o "cheiro de maçã do amor".

Agora vou querer cheirar (e comer, obviamente) uma.

E minha crise de tempo para o blog está a acabar.

Besos.

 
At 8:14 AM, Blogger tUxina said...

aaaaaah, que foda foi ler isso aqui na ponta-do-brasil. Snif, snif, tãaao sentimental.

Firme!

E eu já quero ir no arraial de nazaré! Saudades, saudades, saudades!

beijos!

 
At 5:05 AM, Anonymous Myntor said...

Sue,
Que post é esse??? Estou chorando de tanta alegria, de tanta paixão... Que história linda! Não sei é porque estou completamente apaixonado, mas teu conto me tocou profundamente.
Ai, ai... se estivéssemos em um desenho animado, veriam coraçõezinhos flutuando ao meu redor.
Post lindo mesmo! Super bem escrito, criativo e apaixonado!
Parabéns minha linda, você é maravilhosa!

 
At 6:14 AM, Blogger Marvin. said...

não posso comer as maçãs por conta do aparelho... não tens aí um substituto, mas que venha com o caramelo vermelho hehehehe

lindo post.

 
At 7:17 AM, Anonymous Laura said...

Que lindo criatura! E viva a impulsividade, eu sempre disse. Dias felizes sempre vem acompanhados de atitudes pouco pensadas.
Essa Marília Campos faz mesmo uma fotos fantásticas. E que luxo os modelos não? :D
Beijocas p ti

 
At 11:15 AM, Anonymous Cigerza said...

Sue, adorei esse texto!!! Posso publicá-lo no meu fotolog algum dia? Atribuindo sua autoria, claro, e indicando a fonte...?
Beijinhos sabor chocolate :)

 

Post a Comment

<< Home